Aprenda a fazer o controle de bolsa de estudos para alunos!

16/07/2019 em Gestão e Administração



Aprenda a fazer o controle de bolsa de estudos para alunos!

Uma escola funciona como uma engrenagem. Inúmeras variáveis fazem parte de um grande conjunto de ações que, quando somadas, terminam por refletir na boa imagem e na qualidade da educação. Entre essas variáveis, uma política de bolsa de estudos bem elaborada pode ser a alavanca que o aluno precisa para fazer a sua escolha.

A prática de ofertar determinada cota para bolsa de estudos em escolas particulares é bastante comum e acaba beneficiando tanto os alunos quanto a própria escola.

A bolsa pode ser parcial ou total, sendo oferecida de acordo com as possibilidades de desconto da instituição de ensino.

E a sua escola, oferece e faz o controle das bolsas de estudo? É imprescindível que se faça o monitoramento das bolsas para garantir que não haverá prejuízos.

Se a instituição de ensino já tem um programa de bolsas, mas precisa ter um controle mais organizado ou se o benefício ainda está sendo implantado, continue acompanhando o texto e confira algumas dicas para fazer um excelente monitoramento! Boa leitura!

Faça um planejamento das bolsas de estudo

O primeiro passo de qualquer ação é o planejamento, principalmente quando questões financeiras estão envolvidas. A escola que nunca ofertou bolsas de estudos deve se organizar e avaliar a sua situação econômica antes mesmo de iniciar a oferta e de divulgar um programa de bolsas.

Uma dica é fazer um levantamento de quantos estudantes a instituição tem, analisar quais estão com a mensalidade em dia, quantos estão inadimplentes e verificar se os que pagam em dia conseguem manter todos os investimentos e despesas da escola.

Para fazer esse cálculo de maneira eficiente e poder encontrar o equilíbrio, é preciso dividir o valor total das despesas fixas da escola pelo valor total recebido pelas mensalidades dos estudantes.

O histórico também precisa ser avaliado, pois em algumas épocas do ano, a instituição pode ter mais dificuldade para receber, e tais momentos devem ser sinalizados.

Faça previsões dos valores a receber

Para ter um bom controle de bolsas de estudo, é fundamental que a escola acompanhe as previsões de valores que tem a receber.

A partir dessas previsões, é possível planejar as próximas ofertas de bolsas do semestre, do ano ou até mesmo diminuir a quantidade de benefícios ofertados aos estudantes.

Além, é claro, de organizar os pagamentos que dependem exclusivamente desses valores para serem feitos e estudar possibilidades, ações e estratégias, caso as previsões não sejam suficientes para cobrir as obrigações financeiras da instituição.

Crie regras para o programa de bolsas

Criar regras é uma forma de ajudar a escola e de estabelecer critérios para o benefício. Além disso, as regras vão contribuir para o controle de bolsas, afinal, por meio dele a instituição vai poder definir e divulgar quais são os estudantes que estão aptos a receber a bolsa.

Os critérios podem ser estabelecidos de acordo com as necessidades e interesses de cada escola, sempre com o objetivo de oferecer as melhores opções para os alunos.

Utilize um software de gestão

Contar com um software de gestão para escolas vai reduzir uma grande quantidade de equívocos que podem ocorrer com a ausência de um bom programa para estruturar o controle financeiro de maneira detalhada e que otimize o tempo gasto nas várias atividades contábeis.

Automatizando os processos e os índices demonstrativos, fica fácil ampliar o espectro de beneficiários, afinal, as exceções também vão integrar a planilha, de acordo com as necessidades especiais de determinados estudantes.

Somado a essas vantagens, o dispositivo permite que o controle das bolsas seja conduzido com precisão e excelência, propiciando novos acordos. Sendo assim, um software de gestão escolar é essencial para a escola que deseja manter o controle de bolsas bem estruturado.

Lembrando ainda que o sistema de gestão conta com funcionalidades que permitem a emissão de relatórios detalhados, contendo critérios importantes para a instituição.

Por meio deles, a escola vai poder acompanhar se a oferta de bolsa de estudos está influenciando no lucro, sempre monitorando as bolsas concedidas aos alunos a fim de verificar se os resultados são satisfatórios.


E aí, o que achou deste texto? Gostou? Então aproveite para seguir as nossas páginas nas redes sociais e acompanhar as nossas publicações! Estamos no Facebook e no LinkedIn!

Veja também

Share via