Bullying na escola? Veja como lidar com esse o problema!

19/07/2019 em Educação



Bullying na escola? Veja como lidar com esse o problema!

Há muito tempo o bullying na escola deixou de ser visto como simples “brincadeirinhas” de crianças e adolescentes e passou a ser encarado como um problema sério, que precisa receber a devida atenção.

Essa prática pode trazer consequências graves para quem sofre com ele, desde baixo rendimento escolar e baixa autoestima até o surgimento de distúrbios mentais dos mais variados tipos.

Assim, a gestão escolar deve estar capacitada para tomar medidas que evitem a prática de bullying na instituição, conseguir identificar a sua ocorrência e agir em cima disso.

Quer saber mais sobre o bullying na escola e como lidar com esse problema? Então confira, agora mesmo, o post que preparamos para você!

O que é bullying?

O termo bullying é originado da língua inglesa. Bullying é o gerúndio do verbo “to bully”, que, embora não tenha uma tradução exata, pode ser entendido como “maltratar” ou “oprimir”. Já o substantivo “bully” significa “valentão”, “brigão”.

O termo, hoje, é compreendido como qualquer agressão física ou psicológica, que ocorre de maneira intencional, repetida e sistemática de uma pessoa ou grupo contra a vítima, com o objetivo de intimidá-la ou agredi-la, numa situação de desequilíbrio de poder entres as partes envolvidas.

Alguns tipos de bullying são mais fáceis de identificar, por exemplo as agressões físicas.

No entanto, outras ações também são consideradas bullying e trazem profundo sofrimento e consequências irreversíveis para a vítima, por exemplo: xingamentos, fofocas, exclusão social, apelidos, chantagem, intimidação e perseguição.

Segunda dados do Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa), um em cada dez estudantes brasileiros é vítima frequente de bullying.

Segundo a lei anti-bullying, criada em 2015 (Lei 13.185/2015), o bullying é considerado crime e é dever da instituição de ensino assegurar medidas de conscientização e prevenção.

Outro problema para a geração millennial é a ocorrência do cyberbullying, no qual as agressões acontecem virtualmente.

O cyberbulling tem o agravante do aluno que é vítima não ficar livre do agressor nem mesmo fora da escola.

Como combater o bullying na escola?

Um ponto importante que pode ajudar no combate ao bullying é a boa comunicação entre alunos e professores, e dos alunos com outros segmentos da escola. Isso permite que os estudantes vítimas do bullying sintam que têm abertura para falar com os seus professores sobre as agressões que vêm vivenciando.

Ao ser identificada a ocorrência de bullying na escola, a gestão escolar deve ser comunicada imediatamente, pois, assim, poderá tomar as medidas cabíveis.

Os pais, responsáveis ou familiares do agressor e da vítima também devem ser comunicados da situação para que possam tomar atitude sobre isso.

A escola deve estar atenta para repreender e punir os agressores, na medida certa, e prestar apoio pedagógico e psicológico para a vítima.

É essencial manter os registros de ocorrência atualizados, a fim de identificar focos de bullying e trabalhar para a sua resolução.

No entanto, a medida mais importante da gestão escolar é a prevenção contra o bullying.

Ela pode ser feita, por exemplo, por meio de palestras que conscientizem os alunos, jogos e atividades lúdicas, debates, peças teatrais, filmes e folhetos explicativos.

Combater o bullying na escola ainda é um desafio para todos.

Por isso, é fundamental trabalhar para a quebra de preconceitos e estereótipos na escola e para a criação de uma cultura colaborativa e de respeito ao outro e às diferenças.


Gostou deste post? Então compartilhe-o em suas redes sociais para que mais pessoas fiquem a par das soluções para esse problema!

Veja também

Share via