4 dicas sobre como combater a indisciplina em sala de aula

19/07/2019 em Coordenação escolar



4 dicas sobre como combater a indisciplina em sala de aula

A indisciplina em sala de aula é um desafio para muitos educadores. Conter a animação excessiva, a distração e as conversas paralelas são fundamentais para criar um ambiente acolhedor e propício para o processo de aprendizagem.

No entanto, quando a turma não consegue concentrar-se adequadamente, é natural que a capacidade de compreensão diminua, as habilidades dos estudantes fiquem inibidas e o cronograma de aulas fique atrasado, por exemplo.

Portanto, lidar com alunos indisciplinados exige do professor discernimento — para entender quando usar a rigidez ou diálogo amigável —, controle e empatia.

Pensando nesse cenário, enumeramos 4 dicas que podem ajudar a inibir a indisciplina em sala de aula e ajudar a elevar o nível de qualidade educacional. Confira!

1. Estabeleça regras desde o primeiro dia de aula

O primeiro contato com os estudantes é fundamental para estabelecer uma imagem de como será o relacionamento entre vocês. Nesse momento, é adequado que o educador apresente algumas regras para a boa convivência.

Tal regulamento não precisa ser imposto, mas apresentado de forma amigável e negociável. Inclusive, o professor pode chamar os estudantes para opinar sobre as normas e explicar porque cada ponto é importante. Dessa forma, é possível evitar a imagem de professor excessivamente rigoroso.

Entretanto, é importante que cada estudante consiga assimilar as regras. Quando eles chegam às próprias conclusões, fica mais fácil de garantir que as normas serão respeitadas.

2. Demonstre autoridade de forma natural

Não é incomum encontrar professores que acreditam que a imagem de uma pessoa rígida garantirá o respeito dos alunos.

Entretanto, isso nem sempre é uma verdade! Em alguns casos, a indisciplina é tida como uma maneira de desafiar o professor altamente autoritário.

Por isso, é importante que a autoridade seja transmitida de forma natural. Uma maneira simples de fazer isso é manter o seu tom de voz constante.

Evite elevá-lo em momentos de indisciplina, de forma que ele sobressaia sobre as vozes dos estudantes.

É preferível aguardar o silêncio e pontuar que só continuará com o ensino assim que a turma estiver calma.

Além do mais, quando a aula é dinâmica, ela acaba atraindo mais a atenção dos estudantes. Assim, o professor poderá demonstrar todo o seu controle de classe com uma comunicação que convide os alunos para participar e interagir.

3. Reforce os bons comportamentos

A sala de aula precisa ser um ambiente seguro, onde os estudantes sintam-se à vontade para colaborar com o crescimento. Por isso, o educador precisa evitar a exposição em caso de indisciplina, além de nunca taxar o aluno como “indisciplinado” e, consequentemente, impossível de ajudar.

É preciso entender que o comportamento é ruim, não o aluno. Uma maneira eficiente de garantir essa compreensão é reforçar os bons comportamentos.

Ou seja, em vez de destacar a má conduta, parabenize os que estão agindo corretamente.

Por exemplo: caso um estudante esteja distraído, o educador pode elogiar os colegas que estão prestando atenção, sem a necessidade de expor nominalmente o aluno desatento. Assim, ele ficará inibido em manter sua conduta ruim e mudará a postura.

4. Tenha empatia e compreensão

Em muitos momentos, o ato de indisciplina é reflexo de uma realidade de vida que vai além das paredes da escola.

Por isso, o professor precisa ter discernimento para tentar entender se o estudante não está chamando a atenção para sintomas maiores.

Por exemplo: quando há problemas na estrutura familiar do aluno, é natural que sua concentração fique prejudicada. Sendo assim, o ato de indisciplina pode ser uma maneira de buscar uma atenção que não está vindo de dentro de casa.

Nesses casos, conversar com o estudante com empatia e com compreensão é fundamental. Além disso, é importante levar a questão para os coordenadores, a fim de tentar auxiliá-lo da melhor maneira possível.

Como você pôde ver, a indisciplina em sala de aula pode ser reflexo de muitas coisas, inclusive da inadequada metodologia de ensino.

Por isso, é fundamental que o educador esteja sempre em busca de qualificação e adote a tecnologia durante as atividades!


Se você gostou do nosso conteúdo, aproveite para conhecer o nosso perfil no Facebook e no LinkedIn. Assim você fica por dentro de todas as nossas atualizações!

Leia também

Share via
Copy link
Powered by Social Snap