8 motivos para utilizar a tecnologia na gestão escolar

19/07/2019 em Coordenação escolar



8 motivos para utilizar a tecnologia na gestão escolar

Em um mundo cada vez mais conectado, o uso de ferramentas on-line tornou-se praticamente obrigatório. A presença da tecnologia na gestão escolar, por exemplo, já é uma realidade. Nesse sentido, a implementação de softwares e programas que auxiliam no controle de informações e no relacionamento entre alunos, familiares e professores está cada vez mais comum.

Estar fora dessa realidade pode trazer impactos negativos para uma instituição escolar, visto que até mesmo a metodologia de ensino pode ser bastante beneficiada.

Além disso, o colégio que não se utiliza desses recursos pode ser considerado ultrapassado, resultando na queda do número de matrículas.

Dessa forma, o pensamento atual não é sobre a presença da tecnologia na escola, mas, sim, sobre a maneira mais eficiente de utilizá-la.

Por isso, neste post, apresentamos 8 benefícios promovidos pelo uso da tecnologia na gestão escolar fundamental. Confira!

1. Otimiza o relacionamento com alunos e familiares

Fortalecer a relação entre a escola, os estudantes e os familiares é um desafio que muitas pessoas responsáveis pela gestão escolar encaram como um compromisso.

Afinal, essa interação é capaz de gerar frutos positivos, tais como a melhora na qualidade de ensino — ao torná-lo mais próximo da realidade do aluno — e a queda na evasão escolar.

Por meio de aplicativos, os responsáveis podem acompanhar o desenvolvimento acadêmico de seus filhos de perto, mesmo sem a necessidade de deslocar-se para o colégio em reuniões periódicas.

Além disso, é possível enviar notificações sobre eventos, notícias, resultados em avaliações, comunicados importantes etc.

O aluno, por sua vez, tem acesso a toda a agenda escolar, com data de provas, trabalhos e avisos.

A grade de horários também fica disponível, assim como o conteúdo das últimas aulas e as informações que os professores julgarem essenciais para o compartilhamento. Dessa forma, fica mais fácil acompanhar as atividades letivas.

Além do mais, a comunicação entre os membros da comunidade escolar é otimizada dentro desses sistemas.

A troca de mensagens pode agilizar a resolução de problemas e esclarecer possíveis dúvidas, tanto dos estudantes quanto dos familiares.

Ao deixar a comunicação mais ágil, a tecnologia permite que todos estejam “na mesma página” — sem a necessidade de esperar uma reunião para saber sobre o desenvolvimento acadêmico ou qualquer conduta de indisciplina.

2. Gera indicadores de gestão escolar

Os indicadores de qualidade são fundamentais para visualizar os caminhos e os rumos que a escola está tomando.

Portanto, coletar dados sobre a avaliação e a autoavaliação dos alunos, professores e colaboradores é uma maneira de garantir que os objetivos estão sendo alcançados.

Esse trabalho, porém, quando feito manualmente, pode demandar horas e prejudicar a dinâmica do dia a dia.

Por isso, os softwares de gestão podem acelerar essas coletas e análises, permitindo que os gestores tenham uma visão macro de como está o andamento do colégio.

3. Acompanha o desenvolvimento de cada turma

Uma das métricas que ajudam a medir a qualidade de ensino proporcionada pela escola é o desenvolvimento acadêmico de cada aluno.

Com a automação dessas informações, fica mais fácil para o gestor monitorar e comparar o desenvolvimento de cada turma em determinada disciplina.

Dessa forma, é possível criar estratégias visando à recuperação de notas e/ou ao aumento da motivação de uma turma que apresenta baixo rendimento em determinada disciplina.

4. Melhora a qualidade na educação

A didática dos professores pode ser bastante beneficiada pela adoção da tecnologia. Primeiro, por trazer para dentro da sala de aula a realidade da rotina estudantil.

Segundo, por oferecer mais recursos e mecanismos para explicar conteúdos abstratos e de difícil assimilação.

Os jogos on-line, a busca na internet e a apresentação de vídeos são exemplos de alternativas didáticas que podem ser adotadas pelos docentes.

Para tanto, é necessário estar capacitado para ensinar de forma mais ampla e participativa, transformando o estudante em um agente ativo no seu processo de aprendizagem.

5. Oferece oportunidade para aulas mais inovadoras

Ao utilizar-se de ferramentas on-line, os professores quebram a monotonia da sala de aula, atraindo a atenção dos alunos por meio da inovação e das possibilidades oferecidas.

Diante de tantos atrativos — smartphones, tablets, internet — é comum que os estudantes percam o foco. Portanto, utilizar tais recursos como materiais didáticos pode ressignificar essa distração.

Dessa forma, o professor não deve enxergar o celular como um adversário pela atenção do estudante, mas como um recurso a ser utilizado para ensinar e desenvolver o conhecimento.

Por exemplo: pedir para que os alunos façam pesquisas sobre o tema da próxima aula e questioná-los sobre o que encontraram torna-se uma maneira atrativa de casar a tecnologia com o conteúdo a ser lecionado.

6. Disponibiliza materiais didáticos e boletins

Antigamente, caso um estudante faltasse em um dia letivo, ele perderia toda o conteúdo ensinado — sendo necessário entrar em contato com um colega para reaver a matéria perdida e ficar em dia com as disciplinas.

Entretanto, a partir do uso da tecnologia, é possível disponibilizar todo o conteúdo aplicado quase instantaneamente.

Para tanto, basta que os professores disponibilizem o acesso para os alunos e, caso seja necessário, ofertem materiais de apoio e de aprofundamento.

Além disso, os boletins completos podem ser visualizados dentro da plataforma, ficando disponíveis para estudantes e familiares. Assim, não há risco de perder informações pelo caminho.

7. Gera economia e otimização na secretaria

Aliás, por falar em perda de informações, outro setor beneficiado pela adoção da tecnologia na gestão escolar é a secretaria.

Afinal, é possível digitalizar a maioria das informações e, consequentemente, diminuir o fluxo de documentos físicos.

Como você bem deve saber, diminuir a quantidade de papel também implica em economia.

Afinal, será menor a necessidade de impressões e cópias de dados, como ficha de matrícula, boletins, comunicados, convite para reuniões etc.

8. Promove a segurança dos estudantes

Nenhuma gestão escolar deseja passar por situações de perigo, como o desaparecimento de algum aluno. Por isso, a tecnologia pode ser uma aliada na proteção e na segurança. Um exemplo é o registro de entrada e saída.

Quando um aluno passa pela catraca, a sua entrada (ou saída) é registrada e disponibilizada automaticamente no sistema.

A informação ficará, portanto, armazenada e poderá ser visualizada pelo aplicativo de celular.

Dessa maneira, controlar o fluxo de chegada e partida torna-se um processo mais simples e eficaz.

Como foi possível perceber, adotar tecnologia na gestão escolar pode ser essencial para definir o futuro e os caminhos a serem tomados pela instituição.

Afinal, as métricas e os valores armazenados refletem a qualidade de ensino, certo?


Se você está em busca de um sistema de gestão escolar para elevar o patamar da sua escola, entre em contato! Nossas soluções podem ajudar você a desenvolver o seu trabalho de forma mais eficiente e otimizada!

Veja também

Share via